Somos uma nação II?

Sem sombra de dúvidas, uma Nação constituída está representada pelo pacto firmado entre os indivíduos que habitam uma região delimitada geograficamente identificada como país. Imaginem… é um pacto firmado entre os indivíduos de um determinado país, um casamento coletivo para sermos atual já que essa palavra está muito em voga. Se é um pacto ou casamento, sabemos muito bem, alguma renúncia haverá de ter. Não é possível “costurar” um pacto em que todos os anseios e desejos sejam atendidos.

Somos uma nação?

Tenho ouvido comentários a respeito de sermos ou não uma nação. Fiquei a pensar qual seria o significado real do que é ser uma nação, pois tenho ouvido falar, muito, sobre isso sem que o autor contextualizasse antes para expressar sua opinião a respeito. Antes de contextualizar para sabermos os requisitos básicos que conferem a um povo ou um país o status de nação, tenho necessidade de divagar a respeito de como é formada e como é usada a mente da espécie humana.

A celebração da vida

É inegável, nosso mundo está de cabeça para baixo! Pandemia, governos exóticos, movimentos religiosos buscando o passado, terraplanistas etc. Focando nos terraplanistas fico sem entender o porquê de tal hipótese …

Dividir o Brasil em Dois?

É São João e o nordeste, assim como todos os povos que se localizam a partir da Bahia, inclusive, Tocantins, parte do Mato Grosso, Rondônia, Acre, e demais estados acima da linha formada pelos estados citados, sentem demais a ausência dessa festa com características únicas nessa região. Há uma identidade na música, culinária, vestuário, idioma, etc.

O Elo Perdido

Desde pequeno a curiosidade sobre os nossos condicionamentos que nos aprisionam no mundo etéreo da mente, me chamaram a atenção. Um deles dizia respeito ao racismo que, a meu ver, estava enraizado no seio da nossa população mestiça.

O nosso Yin e o nosso Yang

É sempre muito interessante ler a respeito dos diversos aspectos que norteiam a cultura chinesa. Um deles me chama a atenção e, ao mesmo tempo, me intriga. Yin e Yang! Muito fácil perceber que a estrutura filosófica formadora dessa parte milenar da cultura desse povo asiático, mesmo até na religião, tem uma deformação na sua identificação pelos povos ocidentais. Não consigo leituras que permitam fazer a mesma afirmação a partir de publicações originais em mandarim, língua oficial desse imenso país.

O Brasil ainda não começou.

De repente me pego a pensar o porquê de nunca ter achado muita graça nos bordões usados pela esquerda brasileira. Sempre me pareceu algo forçado, copiado não cabendo, muito bem, em nosso universo do dia a dia.

Uma nova liderança com experiência

Sou um eleitor independente, eu acho. Nessa área faço igualzinho ao que faço no futebol! Gosto muito mais do espetáculo do futebol do que de qualquer time. Poderia se dizer que sou um vira casaca, um infiel, por assim dizer.